Cultura, Património e Identidade

O Projeto de Expressões na Educação Pré-Escolar operacionaliza-se através de um Protocolo estabelecido entre o Município de Esposende e a Zendensino – Cooperativa de Ensino IPRL, em estreita articulação com os Agrupamentos de Escolas.

Desenvolvido em regime de coadjuvância curricular, o projeto envolve todos os jardins de infância da rede pública, proporcionando às crianças, de forma gratuita, o contacto com a arte dos sons e com a atividade físico-motora.

 

Principais objetivos do Programa de Educação Musical
> despertar a sensibilidade auditiva das crianças, promovendo-se o seu desenvolvimento cognitivo e emocional;
> promover, desde cedo, o contacto com os sons, os instrumentos musicais e a música, em geral;
> contribuir para o efetivo desenvolvimento educativo das crianças;
> proporcionar o envolvimento de toda a comunidade educativa, incluindo os pais e encarregados de educação nos movimentos e eventos de educação pela arte que o Município proporciona, contribuindo, desta forma, para a criação de novos públicos.

Principais objetivos do Programa de Expressão Físico-Motora
> iniciar a prática desportiva das crianças, fomentando o conhecimento e compreensão do corpo e das habilidades básicas;
> promover o conhecimento e compreensão de regras;
> desenvolver as capacidades físicas e motoras;
> contribuir para o desenvolvimento percetivo-motor: consciência espacial, temporal e corporal.

Calendarização/periodicidade: durante o ano letivo
Público-alvo: educação pré-escolar
Local(ais) de realização: jardins de infância da rede pública do concelho
Contactos: Divisão de Educação E-mail: marilia.capitao@cm-esposende.pt | Telefone: 253 960 100 / 961 526 704

 

A visita guiada tem como objetivo dar a conhecer o espaço físico da Biblioteca Municipal assim como todos os serviços disponibilizados ao público.

Calendarização/periodicidade: 1 vez por mês
Público-alvo: educação pré-escolar, 1.° CEB e 2.° CEB
Local(ais) de realização: Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura
Contactos:Biblioteca Municipal | E-mail: biblioteca.municipal@cm-esposende.pt | Telefone: 253960181

 

A Biblioteca Municipal realiza periodicamente uma Hora do Conto, dirigida especialmente a famílias com crianças dos 3 aos 8 anos de idade. Esta atividade tem como objetivo promover hábitos  continuados de leitura e fruição cultural, em família.

Calendarização/periodicidade: 1 vez por mês
Público-alvo: educação pré-escolar e 1.° CEB
Local(ais) de realização: Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura
Contactos:Biblioteca Municipal | E-mail: biblioteca.municipal@cm-esposende.pt | Telefone: 253960181

 

A Biblioteca Móvel é uma das valências que a Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura disponibiliza aos seus leitores. Tem como objetivo principal incentivar a leitura através do empréstimo regular de livros ou outros suportes de leitura e informação.

Calendarização/periodicidade: 1 vez por mês
Público-alvo: educação pré-escolar e 1.° CEB
Local(ais) de realização: Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura
Contactos:Biblioteca Municipal | E-mail: biblioteca.municipal@cm-esposende.pt | Telefone: 253960181

 

Através da exploração de jogos de tabuleiro, pretende-se despertar a curiosidade, estruturar raciocínios, fomentar a criatividade  e o gosto pelo pensar nos mais novos.

Calendarização/periodicidade: 1 vez por mês
Público-alvo: 1.° CEB
Local(ais) de realização: Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura
Contactos:Biblioteca Municipal | E-mail: biblioteca.municipal@cm-esposende.pt | Telefone: 253960181

O projeto “O Teatro e as Escolas” tem como objetivo a promoção do teatro junto das escolas, com a dramatização de textos que integram o programa curricular principalmente das disciplinas de Língua portuguesa/Português, mas também de conteúdos de outras disciplinas. Pretende-se, deste modo, incutir o gosto pelo teatro e a familiarização com esta arte.
Este projeto tem proporcionado, à comunidade escolar, um vasto campo de trabalho que consideramos importante continuar a implementar e preservar.

 

Calendarização/periodicidade: A definir com as escolas. Preferencialmente no mês de março.
Público-alvo: 3.º CEB 
Local(ais) de realização: Auditório Municipal
Serviço de Ação Cultural | E-mail: rui.cavalheiro@cm-esposende.pt | Telefone: 968 690 784

 

Numa fase inicial, pretende-se que o visitante seja inserido na residência do arquiteto Viana de Lima de um modo sensitivo. Assim, sugerimos que observe um documentário, onde ficará com uma visão genérica de alguns dos ícones das obras de arquitetura modernistas existentes em Esposende, assim como um breve filme elucidativo sobre a CASA DAS MARINHAS e o jardim envolvente. Na passagem pela casa sugerimos que reflita sobre o propósito da sua visita, o conceito de habitação e se questione como seria a residência doméstica na década de 50 do século passado.

Calendarização/periodicidade: todos os meses em data a agendar, exceto nos meses de julho e agosto
Público-alvo: 1.º e 2.º CEB
Local(ais) de realização: Casa das Marinhas
Contactos: Património cultural | E-mail: casa.marinhas@cm-esposende.pt | Telefone: 253 960 179 | Mais informações clique aqui

O museu vai à escola com… o património histórico das freguesias

Este projeto pretende “Educar para a Cultura” através da interpretação do património como um todo, promovendo ações de apresentação junto das comunidades educativas de cada freguesia, de forma a fomentar interesse pelo património e estimular a sua valorização, preservação e torná-lo um complemento à sala de aula porque integra os programas e metas curriculares vigentes.


Calendarização/periodicidade: 3ª feira de 6 de outubro de 2020 a 25 de maio de 2021. Sessões de 90 minutos 
Público-alvo: 1.º CEB
Local(ais) de realização: escolas do concelho de Esposende
Contactos: Serviço do Museu Municipal de Esposende E-mail: joana.sa@cm-esposende.pt / museu.municipal@cm-esposende.pt | Telefone: 253960182

Uma porta para o museu

Este projeto pretende ser uma porta de acesso à cultura e às tradições locais a partir do museu, das suas exposições, coleções e investigações, promovendo visitas guiadas ao museu e ao território concelhio, passando por monumentos, personalidades e lendas associadas a cada freguesia.

Calendarização/periodicidade: Todo o ano, mediante marcação prévia 
Público-alvo: 1º CEB, 2ºCEB, 3º CEB  e ensino secundário  
Local(ais) de realização: escolas do concelho de Esposende
Contactos: Serviço do Museu Municipal de Esposende | E-mail: joana.sa@cm-esposende.pt / museu.municipal@cm-esposende.pt | Telefone: 253960182
Para mais informações clique aqui

O programa pretende, entre outros aspetos, abordar o “Eu” enquanto património, pois as viagens e descobertas realizadas através do Património permitirão conhecer e dar a conhecer outras realidades, bem como a diversidade cultural através dos usos e costumes de outras épocas e locais.

Eu Sou Património | Formação de professores

Com a Oficina de formação pretende-se envolver a comunidade educativa no projeto “Eu sou Património”, numa ótica de participação na construção de uma escola de saberes numa estreita relação com o Património material e imaterial na dimensão histórica e cultural; refletir e partilhar conceitos com os diferentes docentes, sobre a nossa identidade cultural, o que implica um conhecimento do património local, contextualizado no âmbito nacional, para reforçar laços de cidadania.

 

Calendarização/ periodicidade: janeiro a março (sábados | 25 horas + 25 horas)
Público-alvo: professores dos ensinos básico e secundário
Local(ais) de realização: Centro Interpretativo de S. Lourenço

Mar de Histórias | Exposição TEMPORÁRIA – exploração

Partindo da relação dos nossos antepassados com a água – rios/ ribeiros e mar – entre a Pré-História e a Época Moderna, propõe-se um conjunto diversificado de atividades de exploração da exposição temporário do CISL “Mar de Histórias”. Desde jogos de exploração a palestras temáticas, passando por visitas orientadas únicas, os/as alunos/as podem descobrir diferentes temas e períodos abordados na exposição.

Época Quinhentista – Circum-navegação de Fernão de Magalhães

D. Sebastião, o menino que foi rei de Portugal

Exploração de um conto infantil para o público da educação pré-escolar, dando a conhecer a história de D. Sebastião. Realização de atividade de expressão plástica, nomeadamente construção de puzzles com imagens de D. Sebastião e/ou construção de coroas alusivas aos reis.

 

Calendarização/periodicidade: segunda a sexta-feira | 10h00 - 12h30 │ 14h00 - 16h30
Público-alvo: Educação pré-escolar e 1.º CEB (atividade adaptada conforme o ciclo de ensino)
Local(ais) de realização: Centro Interpretativo de S. Lourenço

Esposende Quinhentista e Carta Régia D. Sebastião

Em parceria com o Serviço de Arquivo, esta atividade explora o texto da Carta Régia de D. Sebastião que eleva Esposende à categoria de Vila, bem como as características deste importante documento, desde o tipo de documento, o suporte utilizado, a letra e as iconografias existentes, entre outros detalhes que são passíveis de conhecer quando o “desconstruímos”.

 

Calendarização/periodicidade: segunda a sexta-feira | 10h00 - 12h30 │ 14h00 - 16h30
Público-alvo: 2.º e 3.º CEB (atividade adaptada conforme o ciclo de ensino) 
Local(ais) de realização: escolas do concelho

A viagem de Fernão de Magalhães

Fernão de Magalhães, fez a primeira viagem de circum-navegação no século XVI, explorando novas rotas marítimas que permitiram a circulação de vários produtos como ouro, sedas, especiarias e outras artigos. Através de um desafio, vamos conhecer as aventuras desta viagem!

 

Calendarização/periodicidade: segunda a sexta-feira | 10h00 - 12h30 │ 14h00 - 16h30
Público-alvo: 1.º e 2.º CEB (atividade adaptada conforme o ciclo de ensino) 
Local(ais) de realização: Centro Interpretativo de S. Lourenço

Naufrágio Quinhentista de Belinho

Partindo das navegações do século XVI, descodificamos um naufrágio descoberto no concelho de Esposende em 2014, na praia de Belinho: o Naufrágio Quinhentista de Belinho.
O tipo de atividades disponibilizadas depende do ciclo de ensino, desde o teatro de sombras “O gigante que vivia ao lado do rio”, a palestras, passando por visitas orientadas específicas à exposição temporária “Mar de Histórias”.

 

Calendarização/periodicidade: segunda a sexta-feira | 10h00 - 12h30 │ 14h00 - 16h30
Público-alvo: 2.º CEB
Local(ais) de realização: Escolas do concelho / Centro Interpretativo de S. Lourenço

Exposição PERMANENTE (futura) | exploração

A partir e ao longo da Idade dos Metais os nossos antepassados fixam os seus povoados em pontos altos. A partir desta realidade, iremos explorar os locais onde se concentra a maioria dos vestígios, sempre em íntima ligação com recursos naturais e estratégias de ocupação. Mais informações após a abertura da exposição.

 

Calendarização/periodicidade: segunda a sexta-feira | 10h00 - 12h30 │ 14h00 - 16h30
Local(ais) de realização: Centro Interpretativo de S. Lourenço

Castro de S. Lourenço

Pão Galaico

Desde a Pré-História que a castanha e a bolota eram usadas como complemento na alimentação humana, sabendo-se que os gregos e os romanos conservavam as castanhas em mel silvestre. Divulgar a importância destes frutos na alimentação galaico-romana é uma das finalidades da atividade, onde os participantes terão oportunidade de confecionar e degustar o seu próprio pão!

 

Calendarização/periodicidade: Nov. 2019 | terças e quintas-feiras | 10h-12h; 14h-16h
Público-alvo: educação pré-escolar e 1.º CEB (atividade adaptada conforme o ciclo de ensino)
Local(ais) de realização: Centro Interpretativo de S. Lourenço

Ofícios no Castro

No âmbito das atividades desenvolvidas ao longo do ano com as escolas no Castro de S. Lourenço, esta atividade tem uma forte componente ludo-pedagógica, assegurando aos/as participantes vivenciar e experimentar alguns ofícios desenvolvidos pelos povos pré-romanos, num dos períodos de ocupação do Castro de S. Lourenço.

Dia da Floresta:

todas as turmas do 7º ano de escolaridade Data: março de 2020 (a confirmar pela Escola) | Horário: 10h às 13h

Dia Mundial da Saúde:

todas as turmas do 5º ano de escolaridade Data: abril de 2020 (a confirmar pela escola) | Horário: 10h às 13h

XXVII MARCHA DA MONTANHA:

todas as turmas do 6º ano de escolaridade do Agrupamento de Escolas António Correia de Oliveira Data: junho de 2020 (a confirmar pela escola) | Horário: 10h às 12h30 – 13h30 às 15h

Vou Patrimoniar | Visitas Orientadas Únicas | Património Arqueológico

Promoção de visitas orientadas a diversas estações arqueológicas visitáveis no concelho de Esposende, como meio de divulgação e sensibilização dos/das nossos/as jovens para o conhecimento, a preservação e o respeitado pelo Património, especialmente na região em que vivem.

 

 

 

Percursos propostos:
Roteiro 1 | Megalitismo: Menir de S. Paio de Antas, Dólmen do Rapido III ou Dólmen da Portelagem (Vila Chã)
Roteiro 2 | Idade do Ferro/ Romanização: Castro de S. Lourenço ou Castro do Sr. dos Desamparados (P. Faro)
Roteiro 3 | Medieval: Cemitério Medieval das Barreiras
Roteiro 4 | Megalitismo + Idade do Ferro/ Romanização: Menir de S. Paio de Antas, Dólmen do Rapido III e Castro de S. Lourenço
Roteiro 5 | Megalitismo + Idade do Ferro/ Romanização + Medieval: Menir de S. Paio de Antas, Dólmen III do Rapido + Castro de S. Lourenço + Cemitério Medieval das Barreiras
Outro: sob proposta

 

Calendarização/periodicidade: segunda a sexta-feira | 10h00 - 12h30 │ 14h00 - 16h30
Público-alvo: 2.º e 3.º CEB (atividade adaptada conforme ciclo de ensino) 
Local(ais) de realização: Depende do roteiro pretendido

Conservação Património Cultural

Com o objetivo de despertar os/as alunos/as para os cuidados e sensibilização do Património Cultural pretende-se, através dos conteúdos programáticos de Ciências Físico-Química, permitir aos/as alunos perceber que para a conservação do Património Cultural também é necessário ter conhecimentos de química.

A química do PC
A aprendizagem das Ciências Químicas é iniciada no 3º CEB e os/as alunos/as aprendem a compreender as reações químicas. Como nem sempre contactam com casos práticos, nesta atividade pretende-se realizar atividades de experimentação em articulação com os conteúdos e objetivos da disciplina e simultaneamente proporcionar a aprendizagem das técnicas de execução da conservação de artefactos e processos físicos e químicos inerentes.

Calendarização/periodicidade: segunda a sexta-feira | 10h00 - 12h30 │ 14h00 - 16h30
Público-alvo: 3.º CEB (8.º ano de escolaridade)
Local(ais) de realização: Escolas do concelho / Centro Interpretativo de S. Lourenço

O PC em redução
Propomos através desta atividade a participação dos alunos num caso prático de conservação de um artefacto do Serviço de Arqueologia realizada através da experimentação do eletrólise como processo de conservação.

 

Calendarização/periodicidade: Segunda a sexta-feira | 10h00 - 12h30 │ 14h00 - 16h30
Público-alvo: Ensino Secundário ( 11.º ano de escolaridade)
Local(ais) de realização: escolas do concelho / Centro Interpretativo de S. Lourenço
Contactos: Serviço de Património Cultural | Centro Interpretativo de S. Lourenço | E-mail: arqueologia@cm-esposende.pt  
Telefone: 253 960 179/ 253 960 100
Clique para mais informações: http://www.municipio.esposende.pt/Servico Patrimonio Cultural

 

Existem no concelho, alguns exemplares arbóreos notáveis. A sua diferenciação tanto depende da sua forma atípica, raridade quanto à espécie, dimensão ou idade avançada. Assim, propõe-se uma visita às árvores notáveis concelhias, um património vivo a conhecer.

Calendarização/periodicidade: Por marcação
Público-alvo: 1.º CEB ao ensino secundário, público sénior e público em geral
Local(ais) de realização: várias freguesias do concelho
Contactos: Gabinete Técnico Florestal | E-mail: gtf.esposende@cm-esposende.pt | Telefone: 253 960 100

Esposende Smart City

Esposende abraça o conceito “SmartCity”, preconizando-se uma transformação digital que promova a eficácia e eficiência nos recursos, através de sistemas de informação, garantido a sua fácil perceção e o seu impacto no território, pelos cidadãos e diferentes agentes locais.

Ao abrigo do projeto será implementada uma rede de infraestrutura de comunicações capaz de agregar toda a informação dos sensores do território, de forma a que novos serviços e camadas digitais possam crescer, tais como: ambiente, mobilidade, energia, turismo, património e cultura, entre outras. Neste contexto, será desenvolvida uma plataforma capaz de dar “inteligência” ao volume de dados criado nos territórios pela sensorização, com desenvolvimento de novos sistemas de informação.

O envolvimento dos cidadãos é um aspeto determinante. Neste sentido, para além da comunicação permanente de todas as etapas do processo, o projeto Esposende SmartCity potenciará as artes como alavanca identitária do território, através da sua ligação aos seus pilares estruturantes: Sustentabilidade, Pessoas, Território e Arte.

Neste sentido, num diálogo entre engenharia e arte, foram, numa primeira fase, concebidas e instaladas na cidade, junto à foz do rio Cávado, três obras de artistas internacionalmente conceituados:
. octo _ _ _ _: instalação artística de som e luz de Pedro Tudela e Miguel Carvalhais – ligação ao pilar da Sustentabilidade. Inauguração a 5 setembro 2019
. Padrão do Mar: escultura de Volker Schnüttegen, que realizou uma residência artística em Esposende – ligação ao pilar do Território. Inauguração a 23 outubro 2019
. Scratching the Surface – Mulheres do Mar, de Alexandre Farto aka Vhils – ligação ao pilar das Pessoas. Inauguração a 25 de janeiro 2020

Enfatizando-se a literacia da arte como impulsionadora dos territórios criativos, o projeto contempla a dinamização de ações de caráter pedagógico, promovidas através de uma parceria com o Instituto para a Bio-Sustentabilidade da Universidade do Minho, que permitam à comunidade (escolar e/ou outras) apreender através de um conjunto de ações práticas, multidisciplinares (artes, ciências, tecnologias) os conceitos agregadores do projeto, sensibilizando-os para as grandes temáticas da sustentabilidade, da economia circular, da património e da cultura.

Para além do contacto com os artistas, as escolas, em particular as turmas de Artes do ensino secundário, serão ainda convidadas a conceber obras de arte, no âmbito das artes plásticas, inspiradas nos pilares do projeto e na obra de Vhils, em particular.

Mais informações sobre o projeto “Esposende SmartCity”.

 

Calendarização: ano letivo
Público-alvo: 3.º CEB e ensino secundário
Locais: escolas e território de instalação das obras de arte
Contactos: E-mail: diogo.zao@cm-esposende.pt | Telefone: 253 960 100

O projeto surge da necessidade de se criarem respostas que promovessem a ocupação qualificada dos tempos livres da comunidade, bem como potenciassem a criação de redes informais de apoio e promoção da integração, do crescimento, e da valorização das pessoas, sobretudo daquelas que, apresentando percursos de vida mais difíceis, encontrassem nas atividades a desenvolver a motivação e a autoconfiança suficientes para continuar e, sobretudo, para transformar esses percursos de vida em oportunidades de crescimento pessoal e de inclusão social.

Desde a primeira hora apoiado pela Câmara Municipal, quer financeiramente, quer em termos de recursos humanos, o projeto é fruto de um levantamento realizado nos bairros sociais de Esposende, tendo-se constatado o interesse das pessoas em participarem em atividades de âmbito comunitário e a necessidade de um maior investimento na educação não formal.

AMAReMAR surge em 2016, aberto ao público em geral, de todas as idades e de acesso gratuito, mas com especial atenção ao público em situação de maior vulnerabilidade social. Partindo da natureza do projeto, nasceu a denominação “AMAReMAR”. “Amar” e “Mar” remetem para duas temáticas: a ligação destas populações ao mar, suas vivências e sentimentos. Um outro significado, talvez o mais aglutinador: trata-se de um ato de Amor! Amor pela comunidade, Amor pelas pessoas!

O projeto integra oficinas de Teatro, Música, Ilustração e Costura Criativa. O AMAReMAR, ao enaltecer a voz de cada participante, inclui-o na construção de um projeto artístico comum, cria momentos e espaços democráticos, os quais, através da participação de cada um, levam o grupo a tomar decisões coletivas.Através das várias oficinas artísticas, são objetivos do projeto promover a criatividade e estimular as potencialidades de cada participante e o seu autoconhecimento, a fim de promover a sua inclusão e valorização social. Pretende ainda promover atitudes participativas na vida cultural e social da comunidade.

As inscrição podem ser efetuadas a qualquer momento. Todos são muito bem-vindos!

Calendarização: anual
Público-alvo: público em geral
Locais: Esposende
Contactos: E-mail: amaremar@cm-esposende.pt | Telefone: 935 010 524
Página de Facebook



O Coro de Pequenos Cantores de Esposende (CPCE) surge em finais de 2009, fruto de uma parceria entre a Câmara Municipal de Esposende e a Escola de Música de Esposende.

Com três discos já gravados e contando no seu historial com a presença em importantes “palcos”, como a Casa da Música, o Centro Cultural de Belém, o Santuário de Fátima, a Sé Catedral de Braga, a Igreja da Lapa, no Porto, a Catedral de la Almudena, em Madrid, entre muitos outros, o coro já trabalhou, em concerto ou contexto de masterclass, com prestigiados maestros e diretores corais nacionais e internacionais, tendo partilhado palco com formações de renome nacional como os Portuguese Brass ou a Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins.

Desde a sua fundação, estreou obras, a si dedicadas, de conceituados compositores portugueses como Fernando Lapa, Sérgio Azevedo, Paulo Bastos, Osvaldo Fernandes, António Pinho Vargas e Telmo Marques.

A motivação que levou à criação deste coro é a convicção profunda de que a música, em particular a música vocal e coral, pode ser um instrumento para a elevação cultural das camadas mais jovens, assim como um estímulo para a arte em geral. O projeto tem sempre em mente a criação de “escola” e tradição.
Aberto a toda comunidade, e contando com coralistas de todas as freguesias do concelho, o CPCE promove, anualmente, um período de audições, para a integração de novos elementos.

Clique aqui para mais informações: www.eme.edu.pt
CPCE no Facebook.

O Coro Ars Vocalis nasce no seio da Escola de Música de Esposende e do seu projeto educativo, em 2009, e tem como base o trabalho realizado durante cinco anos com alunos da Escola Básica de Forjães, do Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio, no âmbito do ensino articulado de música. Atualmente desenvolve a sua atividade em estreita parceria, e com apoio financeiro, da Câmara Municipal de Esposende.

O Coro é constituído por jovens dos 15 aos 20 anos de idade, todos do concelho de Esposende, trabalhando em formação de coro júnior.

Do seu ainda breve percurso, destaca-se as participações no prestigiado Festival Internacional de Música de Cantonigrós, na Catalunha, em 2013, representando Portugal na categoria de coros infantis, no IV Colóquio Luso-Brasileiro de Sociologia da Educação na Universidade do Porto, em 2014, nas edições de 2013 a 2016 da Temporada de Música MusiCórdia, em Esposende, tendo-se ainda apresentado na Catedral de la Almudena e na Basílica de la Milagrosa, em Madrid, em 2017.

O Coro gravou o seu primeiro disco em 2016, que integrou a publicação “Mare Nostrum”, do Município de Esposende, com obras originais encomendadas ao compositor Telmo Marques, sob poesia de autores portugueses ligada ao mar. Do mesmo compositor, estreou na Semana Santa de 2018 a obra “Procura” e, em 2019 “Salmo”.

O Coro Ars Vocalis representa a continuidade do projeto de formação do Coro de Pequenos Cantores de Esposende. Os dois projetos estão, portanto, intimamente relacionados, numa lógica de sequencialidade etária e formativa.

Clique aqui para mais informações: www.eme.edu.pt
Coro Ars Vocalis no Facebook.

O CREARTE é, fundamentalmente, um Plano de Dinamização ao Teatro no concelho de Esposende. Tem como principais objetivos a Dinamização de ações formativas e educativas na área Teatral, para a população jovem e adulta e preenchendo uma lacuna no espaço formativo na Área Teatral para um público infantil e juvenil. Por outro lado, visa estimular a prática da expressão artística, através da arte teatral, integrando a memória, a imaginação, a criatividade, a fantasia e a educação para a cidadania, de forma a assegurar um desenvolvimento sensorial, estético e afetivo equilibrado. Por fim, tem como objetivo revitalizar e/ou formar grupos de Teatro Amador nalgumas coletividades concelhias das freguesias do Concelho, dando-lhes saber através de uma formação, e ferramentas para que possam continuar para além do espetáculo resultante do curso, bem como a criação de um espaço de partilha e de mostra do teatro do concelho.

O CREARTE tem vindo a apoiar os grupos de teatro amador do concelho de Esposende – Forjães em Cena, Grupo de Artes Recreativas de Fonte Boa (GARFO), Grupo Amador de Teatro Esposende/Rio Cávado (GATERC), Grupo Amador de Teatro de Fão (GATA), e Grupo de Teatro da Juventude Unida de Marinhas (JUM).

No âmbito deste projeto surgiu em 2016 um grupo de teatro infantil e juvenil – Boca de Cena – que envolve cerca de 3 dezenas de crianças.

Informações aqui: Página no Facebook do CREARTE