Notícias

IMG_20220321_110210

Foi num clima de festa e de genuína alegria que decorreu, na manhã do dia 9 de abril, a cerimónia de inauguração das obras de ampliação de beneficiação da Escola Básica do Facho, em Apúlia, intervenção que se traduziu num investimento da Câmara Municipal de Esposende na ordem dos 630 mil euros.

A intervenção permitiu dotar o equipamento escolar de 350 metros quadrados de área útil e traduziu-se na criação de duas salas de ATL, reformulação da cozinha e das instalações sanitárias e construção de sanitário para pessoas com mobilidade condicionada, requalificação e ampliação da zona de recreio coberto e criação de uma zona de arrumos exterior. A empreitada contemplou, também, a substituição da cobertura em fibrocimento por cobertura com isolamento térmico e a infraestruturação do edifício com rede de gás natural e equipamentos de emergência, bem como melhoramentos com vista ao cumprimento das normas de segurança contra incêndios. Foram igualmente executadas obras de adaptação para garantir o acesso a pessoas com mobilidade condicionada ao recinto escolar e instalado um novo parque infantil e um campo de jogos, bem como a arborização destas áreas e a pintura total do edifício.

O equipamento escolar integra as valências de Jardim de Infância e 1.º Ciclo do Ensino Básico, sendo frequentado por aproximadamente 150 crianças, que dispõem agora de todas as condições para uma Educação de qualidade, em linha com as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

“Hoje é um dia de festa e de alegria”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, intervindo após a atuação das crianças, que interpretaram alguns temas do cancioneiro popular português e o Hino da Escola Básica do Facho. Aludindo às vicissitudes do processo que prolongou a obra para além do prazo previsto, fez questão de agradecer a compreensão da comunidade escolar e destacou a postura positiva e de cooperação da associação de pais.

“A aposta do Município na Educação é alargada e incorpora um grande investimento”, afirmou Benjamim Pereira, notando que esta intervenção se enquadra num plano vasto de intervenção, que vai desde a beneficiação dos equipamentos aos apoios aos alunos, desde a Educação Pré-Escolar ao ensino superior. Sublinhou, a propósito, o grande esforço do Município para captar ensino superior para o concelho, materializado através dos protocolos estabelecidos com o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e a Universidade do Minho.

A obra da Escola Básica do Facho integra o plano de investimento do Município, que contempla várias outras intervenções em Apúlia, lembrou o autarca, citando os mais recentes investimentos, designadamente a obra do Portinho de Pesca e a rampa dos pescadores, a requalificação do Campo dos Sargaceiros, a criação do Museu do Sargaço, a aquisição de parte da Estação Radionaval de Apúlia, a execução de saneamento, a requalificação do Caminho dos Pousados, a aquisição das Alminhas de Paredes, a instalação do terminal multibanco e a construção das garagens de Apúlia, a que se juntará proximamente a intervenção na Praia de Cedovém, cujo projeto se eleva a 15 milhões de euros.

O Presidente da Câmara Municipal terminou a intervenção com agradecimentos a todos quantos contribuíram para tornar realidade esta obra e pediu desculpa a toda comunidade escolar pelos constrangimentos decorrentes do processo. Às crianças deixou o pedido de que cuidem bem da “nova” escola e a todas presenteou com uma oferta, tendo sido brindado também com uma peça personalizada por toda a comunidade escolar.

A diretora da Escola Básica do Facho, Manuela Martins, expressou a sua satisfação pelo ato inaugural, considerando que foi o segundo momento de alegria, depois do regresso, em setembro último, à renovada escola. A obra representa a concretização de um sonho com uma década, vincou, notando que o Município deu resposta aos diversos anseios da comunidade escolar. “Temos uma escola mais confortável, mais e melhor equipada e mais potenciada, nomeadamente ao nível das novas tecnologias”, referiu a docente, sublinhando que “o que importa não é o investimento, é o retorno que trará para todos nós”. Aproveitou, por isso, para formalizar diversos agradecimentos, particularmente ao Município, designadamente ao Presidente Benjamim Pereira e às vereadoras da Educação, anterior e atual, respetivamente Angélica Cruz e Alexandra Roeger.

O Presidente da Junta da União das Freguesias de Apúlia e Fão, Valdemar Faria, manifestou satisfação pela concretização da obra, notando que a Escola Básica do Facho é agora “um estabelecimento de ensino digno, dos melhores do concelho”. Destacou o envolvimento e conjunção de esforços dos vários intervenientes e saudou o Município pela intervenção, dirigindo uma palavra de apreço a toda a comunidade escolar. Na mesma linha, Otílio Hipólito, representante de Apúlia naquela União de Freguesias e 1.º secretário da Assembleia Municipal de Esposende, socorreu-se da célebre frase de Fernando Pessoa “Deus quer, o Homem sonha, a obra nasce” para expressar o seu agrado pela concretização da intervenção. Considerou que “é o poder local que faz a diferença” e, neste sentido, saudou a Câmara Municipal pela intervenção que beneficia “o bem mais precioso, que são as nossas crianças”.

Em representação dos encarregados de educação, o Presidente da Associação de Pais, Vitor Costa, usou da palavra para fazer agradecimentos, especialmente à Câmara Municipal por ter sido sensível e ter atendido às pretensões e sugestões da associação relativamente à intervenção.

Em representação da DGEstE – Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares esteve presente no ato inaugural, Jorge Araújo.

Já subscreveu a newsletter "Esposende Educa"?

Poderá fazê-lo aqui:


Seja bem-vindo(a)!